Agriness em matéria na revista Empreendedor

blog_2013.01.09_Matéria_revista

Matéria completa no endereço:
www.agriness.com/br/img/Revista_Empreendedor_Dezembro2012.pdf

Trecho da Agriness em matéria da revista Empreendedor – N° 218 – EDIÇÃO DEZEMBRO DE 2012

O mundo dos negócios também teve a sorte de contar com outra empreendedora de alto impacto: Cristina Gonçalves Bittencourt, 34 anos. Há 11 anos, ela é uma das diretoras da Agriness, empresa que ajudou a fundar quando ainda fazia a graduação em Computação na UFSC. Hoje a Agriness é referência em soluções e modelos de gestão da informação para o agronegócio, com forte atuação na suinocultura brasileira e líder no setor com 70% do mercado. São mais de 1,5 mil clientes no Brasil e mais de 1,1 milhão de matrizes suínas gerenciadas por softwares desenvolvidos pela empresa. A tecnologia também é exportada para toda a América Latina e alguns países da Europa.

A ideia do empreendimento foi de um colega de faculdade, Everton Gubert, atual diretor de Inovação e Negócios da Agriness, que chamou Cristina para ajudar a desenvolver um sistema de gestão para granjas. “Desde que entrei na universidade, sempre tive vontade de ter um negócio. De vez em quando ainda dá um frio na barriga, mas é muito gratificante ver como o nosso produto contribui para o desenvolvimento e o sucesso de outros negócios”, destaca Cristina, que responde pela diretoria de Tecnologia e Comunicação. A empresa deixou de ser uma referência apenas em software de gestão de granjas para se tornar referência em gestão de informação de toda a cadeia da suinocultura.

Nos últimos três anos, o faturamento da Agriness cresceu 84%, média de 28% ao ano. Com relação ao número de funcionários, o aumento no período foi de 45%, média de 15% ao ano – a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (Ocde) considera a receita outro critério de classificação de EAC. “Em 11 anos de história, tivemos crescimento do faturamento inferior a 15% apenas em dois anos”, destaca Cristina. No momento, a empresa está desenvolvendo um novo produto que deve ser lançado no mercado em 2014. “É uma inovação de ruptura. Já estávamos sentindo falta de um novo desafio. Estamos no final de um ciclo, atingimos o que tínhamos planejado, e é hora de darmos um novo salto. Com esse novo produto, esperamos, no mínimo, dobrar nosso faturamento em 2014”, anuncia a empreendedora.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *