Reuniões semanais: o segredo dos bons resultados nas melhores granjas

Reuniões semanais: o segredo dos bons resultados nas melhores granjas

Responda rápido: já reuniu sua equipe nesta semana para analisar a produção e encontrar soluções para os problemas da granja? Se a resposta foi positiva, parabéns! Você faz parte de um grupo ainda pequeno de suinocultores, que vem mudando uma cultura bastante equivocada do setor: a ausência de tempo dedicado a falar de gestão.

Nossa experiência mostra que, de forma geral, a comunicação entre as equipes até ocorre com certa frequência. O problema está no jeito: são conversas rápidas, envolvendo poucas pessoas, no intervalo das tarefas rotineiras. É aí que muitas informações e ações importantes se perdem, ficam nas entrelinhas, soltas entre uma conversa e outra. Isso resulta em falta de alinhamento entre os colaboradores, aumentando as chances de erros e retrabalho – o que é péssimo para a produtividade!

Para combater esse mal, nossa sugestão é que você realize, toda semana, pelo menos uma reunião para falar de gestão. Um tempo, de preferência em dia e horário fixos, dedicado a discutir o fluxo de trabalho na granja e também o desempenho da produção. Logo você verá os inúmeros benefícios dessa prática tão simples. Comprometimento dos colaboradores, melhoria das relações de trabalho, solução de problemas e alcance de resultados são apenas alguns deles.

Falar o quê?

Um dos principais receios dos gestores em relação às reuniões semanais é perder tempo. Afinal, todo mundo tem sempre “muita coisa importante para fazer”. Essa é uma visão combatida pelo Pensamento+1, pois estamos certos de que cada minuto dedicado à discussão e ao planejamento junto à equipe se reflete em uma grande economia de tempo – e dinheiro!

Com a agenda de reuniões estabelecida, você perceberá que assuntos não faltam. Para orientar a conversa, o ideal é que sejam avaliadas as entregas de cada setor e, principalmente, os pontos onde estão sendo encontradas situações não compatíveis com o que foi planejado – desperdício, por exemplo. Após identificar esses pontos críticos, que impedem a granja de atingir seu máximo potencial produtivo, é hora de elaborar, em conjunto, uma lista de ações focadas em eliminar cada um dos gargalos.

Todo esse processo ganha muito quando são utilizadas ferramentas de gestão visual, que permitam a todos conhecer e interpretar as informações sobre a produtividade da granja. Quando, na reunião, a equipe se debruça sobre o Mapa de Produção, por exemplo, os pontos críticos saltam aos olhos e fica mais fácil definir ações e responsáveis por resolvê-los.

Equipe engajada

É importante lembrar, sempre, que a reunião semanal tem a função de gerar alinhamento e harmonia entre a equipe – e não o contrário. No papel de líder, jamais permita que essa prática seja associada a um momento negativo, de estresse e desavenças, em que se procuram culpados pelos problemas da granja. A ideia é buscar soluções, não culpados.

Outra dica preciosa: estimule as pessoas a manifestarem suas opiniões e apresentarem conquistas e dificuldades. Pode ser que no início algumas se mostrem acanhadas, mas ao perceberem que têm liberdade para falar e, principalmente, que suas ideias são muito bem vindas, a tendência é que se sintam cada vez mais à vontade. Com a participação de todos, sua granja só tem a ganhar!

E você? Faz reuniões periódicas com sua equipe?

1 Comentário

  1. Gostei do gerente estar dando uma dura no vendedor de colete.

    Responder

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *