Informação: um insumo poderoso para uma gestão de excelência

Informação: um insumo poderoso para uma gestão de excelência

Mesmo que as pessoas estejam motivadas e determinadas a alcançar a máxima produtividade, elas não irão muito longe sem informação – o outro pilar fundamental do Pensamento+1. A informação certa, no momento certo e para a pessoa certa é o fator que promove o salto para a gestão de excelência, permitindo aos profissionais produzirem mais com a mesma estrutura. Se a cada ação você precisa visar à máxima produtividade, é essencial contar com informação de qualidade, organizada e sintetizada, que ajude a tomar a melhor decisão.

É impressionante como decisões de grande impacto financeiro são tomadas sem base em informações confiáveis sobre o que ocorre de fato na produção – uma prática que eleva demais os riscos à saúde econômica da granja. Se você costuma seguir essa linha, repense imediatamente seu modelo de gestão e passe a colocar a informação como seu principal insumo, com a merecida atenção, pois ela é a nova fronteira da produtividade na suinocultura e do agronegócio brasileiro.

Para entender melhor, imagine que você sinta dores de cabeça com alguma frequência e resolva marcar uma consulta. O mínimo que se espera é que o seu médico, antes de fazer um diagnóstico, solicite uma bateria de exames. Por quê? Sem informação suficiente, o melhor que ele poderá fazer é dar um chute e torcer para que o tratamento seja adequado.

Até para pedir ajuda é necessário dispor de informação confiável. Isso vale para a sua saúde e também para a saúde da sua granja. Suponha que você contrate um consultor técnico. Se o profissional chegar à propriedade e não houver uma informação precisa, apenas a descrição dos sintomas, ele terá que sair à caça de dados. Em resumo: tomar uma decisão sem detectar o problema real é o mesmo que dar um tiro no escuro.

Vamos aos números!

Cansado de discutir quem é melhor: Pelé ou Maradona? Que tal comparar informações sobre as carreiras dos dois camisa 10?

Olha só:

  • Ambos jogaram por 21 anos.
  • Pelé marcou 1.281 gols em 1.363 jogos e faturou três Copas.
  • Maradona anotou 345 gols em 692 partidas e levantou uma taça do mundo.

Ficou mais fácil? Com os dados nas mãos, a análise fica muito mais embasada.

A informação hoje é a principal matéria-prima para o crescimento da suinocultura brasileira por ter um impacto mais imediato. Diferentemente dos resultados alcançados pela genética, nutrição e sanidade, por exemplo, que exigem uma série de pesquisas para avançar, os resultados gerados pela informação dependem muito mais do produtor, ou seja, de sua atitude diante dos números apresentados pela granja e dos desafios a enfrentar.

Aqui, um alerta: a consolidação do mercado internacional de commodities mudou o perfil das granjas e aumentou o risco da atividade. A propriedade pequena de hoje é a gigante de ontem. Não dá mais para levar a suinocultura no caderninho, porque a escala de produção cresceu a tal ponto que é humanamente impossível confiar na memória. Imagine controlar uma centena de variáveis 365 dias por ano – lembre-se de que os suínos nunca tiram férias. Amanhã, o produtor mal lembrará do que ocorreu hoje. O que dizer dos registros de três meses atrás. E como conseguirá relacionar dados e analisar os resultados? Sendo assim, reforçamos a importância de colocar a informação como protagonista da produção e, dessa forma, a relevância de investir em ferramentas e profissionais que saibam utilizá-las.

 


Fonte: Suíno.Cultura: Como o Pensamento+1 pode transformar o seu negócio.

Se interessou pelo Pensamento+1 e quer saber mais? Conheça o livro Suino.Cultura que escrevemos especialmente para difundir esse modelo de gestão para um número cada vez maior de profissionais da suinocultura.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *