Inseminação artificial na suinocultura – Conheça os benefícios

Inseminação artificial na suinocultura – Conheça os benefícios

Incluir a inseminação artificial no manejo reprodutivo dos suínos acelerou a difusão de características desejáveis dos rebanhos. Uma das principais diferenças em relação à monta natural é que a inseminação artificial possibilita que os ejaculados sejam avaliados antes de sua deposição no trato reprodutivo feminino. Essa avaliação prévia permite o descarte de ejaculados de baixa qualidade, os quais interferem negativamente no potencial fecundante. Além disso, na monta natural, um ejaculado resulta em apenas uma cobertura, enquanto na inseminação artificial o mesmo ejaculado produz em média 20 a 24 doses.

Diante desses fatos, a definição pelo uso de inseminação artificial nos sistemas de produção de suínos já superou todas as discussões em relação a vantagens e desvantagens. Com sua utilização, é possível otimizar e maximizar o uso do material genético de valor superior e disseminar mais rapidamente as características desejadas no rebanho, aumentando a produtividade e, na maioria das vezes, a lucratividade.

As limitações não são muitas e há bastante conhecimento disponível para ser aplicado no sentido de contorna-las. De forma sucinta, a utilização de doses inseminantes de qualidade, o diagnóstico de cio preciso, o protocolo adequado e a qualidade da matriz inseminada praticamente definem a implementação bem-sucedida da inseminação artificial na granja.

Fonte:
DALLANORA, D.; Manejo da inseminação artificial: princípios, protocolos e cuidados. In: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE SUÍNOS, Produção de suínos: teoria e prática. Brasília, DF, 2014. p 297.

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Baixe o OINK e aprenda cada vez mais!


Baixe o app Oink e aprenda sobre assuntos relacionados
à suinocultura de forma inovadora e criativa!

googleplay
aple-store

 


Essa trilha conta com o apoio da empresa:

msd

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *