Você já definiu as metas da granja para 2016?

O início de um novo ano sempre representa uma oportunidade de melhoria – e isso vale para pessoas, empresas e, claro, granjas. Afinal, temos 12 meses pela frente para alcançar novos objetivos e tentar fazer melhor tudo aquilo que nos envolve. Mas esse processo de transformação exige planejamento, uma prática que, infelizmente, nunca foi muito presente em nossa cultura.

Nas granjas, é comum encontrarmos adeptos do “fazejamento”. Pessoas que colocam a mão na massa e, com muito suor e trabalho, vão enfrentando os problemas conforme eles aparecem. O maior prejuízo causado por essa prática está na falta de previsibilidade – cada dia na granja é uma surpresa, o que toma grande tempo dos gestores, leva à refação de atividades e não permite projetar o futuro.

Para evitar essa cascata de problemas, é preciso pensar com antecedência onde se quer chegar, buscando se antecipar aos desafios que podem ser encontrados pelo caminho. Na granja, a melhor forma de construir essa rota é estabelecer metas, que tenham como base o desempenho esperado para a produção, de 1o de janeiro a 31 de dezembro. Essas metas irão orientar as atividades – no curto, médio e longo prazo – em direção ao máximo potencial produtivo , assegurando a lucratividade do negócio.

Portanto, quem ainda não traçou as metas de 2016 está atrasado! O ideal é que elas tivessem sido estabelecidas em julho do ano passado, quando iniciaram as coberturas dos animais a serem entregues em janeiro deste ano. Se o gestor esperar por dezembro ou janeiro para definir as metas da granja, o atraso no processo terá reflexos nos resultados, impactando negativamente a busca pelo máximo potencial produtivo.

É essencial que o planejamento faça parte da rotina da granja, de modo que o gestor dedique tempo para definir tanto as metas quanto os caminhos para alcança-las. Essa organização é necessária para que se tenha clareza, também, sobre todos os prazos que precisam ser atendidos para que os resultados da granja sejam positivos, reduzindo o risco de prejuízos.

Metas reais

No processo de planejamento, o mais importante é estabelecer metas que tenham como base informações confiáveis sobre o histórico de produção da granja, além de indicadores do setor, para comparar esse histórico com os resultados obtidos por granjas de mesmo porte e características similares. O Melhores da Suinocultura Agriness é uma excelente ferramenta para isso, oferecendo um benchmarking completo do setor. Isso ajudará você e sua equipe a definirem metas que correspondam à realidade, viáveis.

O objetivo de um bom gestor será sempre trabalhar com planejamento adequado, estabelecendo metas e criando rotas, caminhos de menor distância entre a situação em que se encontra no momento e o ponto em que se deseja chegar. A partir daí, fica muito mais fácil prever como será o ano da granja, reduzindo riscos (e sustos).

Para facilitar o acompanhamento, sugerimos que as metas anuais, da granja como um todo, sejam desdobradas em metas semanais e, em alguns casos, setoriais. Nesse processo, é fundamental que os objetivos sejam compartilhados com toda a equipe, por meio de ferramentas de gestão visual, a fim de que todos se sintam engajados.

Se na sua granja isso não foi feito, é hora de correr atrás do prejuízo – ainda dá tempo! Não esqueça, também, de reservar um espaço em sua agenda deste ano para o planejamento de 2017. Quanto antes você iniciar, mais fácil será conduzir seu negócio ao sucesso.

E você? Tem trabalhado com metas para a granja? Conte para a gente nos comentários!

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *