Como erradicar a pneumonia enzoótica do rebanho?

Como erradicar a pneumonia enzoótica do rebanho?

A pneumonia enzoótica suína é uma doença altamente contagiosa, de distribuição mundial, caracterizada por alta morbidade, baixa mortalidade, tosse crônica e retardo do crescimento. Sua transmissão pode ocorrer pelo contato direto das secreções respiratórias do suíno portador ou por aerossóis, a partir de animais infectados em um rebanho livre.

Algumas empresas de genética trabalham para obter rebanhos livres da pneumonia enzoótica (micoplasmose). Mas que métodos elas utilizam? Existem, basicamente, três métodos eficientes para a erradicação dessa doença, que atinge principalmente suínos na fase de crescimento e terminação. O primeiro consiste em programar o desmame precoce segregado e o desmame precoce medicado. O desmame precoce segregado é quando são desmamados os leitões mais jovens, com idades em torno de 10 a 14 dias. Já no desmame precoce medicado, além de desmamar os leitões mais cedo, é feita uma medicação, geralmente tiamulina, para eliminar o micoplasma.

Outra forma de erradicação da doença é a eliminação total do rebanho e repopulação com animais livres da doença. Quando se fala em eliminação total do rebanho, todos os animais da granja são abatidos ou sacrificados e depois de um período de vazio sanitário, a granja é novamente alojada com animais livres de micoplasma. A histerectomia e o isolamento também são outras formas de eliminação da pneumonia enzoótica. Neste procedimento, é feita a cesárea das porcas para a retirada dos leitões antes que eles se contaminem.

Quer continuar aprendendo?


Baixe o app Oink e aprenda sobre assuntos relacionados
à suinocultura de forma inovadora e criativa!

googleplay
aple-store

 


Essa trilha conta com o apoio da empresa:

msd

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *