Reposição de animais

Reposição de animais

Os suínos de reposição são os responsáveis por renovar o plantel e incorporar as características de melhoramento genético nas granjas comerciais. Eles podem ser adquiridos de granjas externas ao sistema de produção ou produzidos no próprio sistema, caso seja feita a opção de incorporar avós ao plantel da granja.

A reposição interna é feita utilizando-se a incorporação de 5 a 10% de avós ao plantel da granja, as quais produzirão marrãs de reposição, que serão selecionadas  adicionadas ao plantel da própria granja, e preparadas para ingressar na reprodução. A principal vantagem desse sistema é a facilidade de adaptação sanitária, já que as marrãs tiveram seu crescimento dentro da mesma granja onde se tornarão reprodutoras e dispõem de contato com todos os agentes causadores de doenças que circulam pelo sistema.

Um ponto fundamental do sistema de reposição interna é que se deve manter uma reposição constante no plantel de avós, o que muitas vezes é negligenciado em função do custo desses animais. Se não for feita a reposição das avós, desacelera-se a incorporação do melhoramento genético ao plantel.

Já na reposição externa as fêmeas vêm de fora do plantel. São adquiridas de granjas multiplicadoras e passaram por uma criação especializada, podendo ser entregues aos produtores prontas para serem cobertas ou já gestantes. A principal vantagem desse sistema é a aquisição de marrãs provenientes de alta seleção genética e selecionadas por pessoas especializadas. Como desvantagem, a necessidade de cuidados na adaptação sanitária.

Fonte:  issuu.com/revistaabcs

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Baixe o OINK e aprenda cada vez mais! 


Baixe o app Oink e aprenda sobre assuntos relacionados
à suinocultura de forma inovadora e criativa!

googleplay
aple-store

 


Essa trilha conta com o apoio da empresa:

msd

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *