Qual a importância de analisar a taxa de retenção?

Qual a importância de analisar a taxa de retenção?

Para a granja, a inserção de uma nova matriz no plantel representa um importante investimento, que passa a dar retorno à medida que a fêmea gera os leitões (receita). Por isso, a retenção das matrizes tem impacto direto sobre a rentabilidade do negócio: quanto menor a vida útil produtiva de uma fêmea, menor será o retorno financeiro gerado por ela. Dessa forma, a análise da taxa de retenção é fundamental para definir como está a saúde financeira da granja.

Acompanhar e monitorar esse indicador também facilita ao produtor a tomada de medidas rápidas agindo no foco onde ele está perdendo mais produtividade, como nas primíparas, por exemplo.

É importante contar ainda, que pode haver perdas na fase de preparação das leitoas e muitas vezes esse número não é contabilizado no percentual de reposição anual de fêmeas. Quando isso ocorre há uma distância entre o ingresso planejado e o real, e o produtor necessita inserir um número maior de fêmeas no plantel para manter os mesmos níveis de produtividade, e com isso ele perde duas vezes. Primeiro porque aquela fêmea inicial já está incorporada nos custos de aquisição da granja lá atrás, ou seja, ela já foi paga. E segundo porque terá novamente um gasto para inserir essa outra fêmea na produção, gerando desperdícios na produção.

Quer saber mais a respeito da importância da análise da taxa de retenção? Assista ao segundo vídeo do painel com o médico veterinário Paulo Lesskiu que fala sobre o tema: “Qual a importância de analisar a taxa de retenção?”

Clique aqui e assista ao segundo vídeo da série.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *