Nossas pessoas – Mônica Dirksen

monica_final
Em um certo dia, uma mulher chamada Carol entrou em contato comigo buscando marcar uma primeira conversa, a partir de um envio do meu currículo para uma vaga de Recursos Humanos. Foi assim que comecei minha caminhada na Agriness. Aceitei a conversa, mas como apenas uma possibilidade, sem ficar muito animada, pois já estava trocando e-mail com outra empresa que parecia fazer sentido para mim naquela situação.

Após alguns dias, tive essa conversa com a Carol e, depois de falar um pouco de quem sou e o que fiz em meus dezoito anos de vida, ela contou como seria a vaga e comentou que meu perfil se encaixaria bem para a oportunidade. Fiquei apavorada. Foi a maior chance que tive de ter meu primeiro emprego e pensar que poderia estar se tornando realidade me fez ficar com medo de perder a vaga.

Depois de muito nervosismo, em uma conversa de alinhamento com a líder de People, Culture & Marketing, eu soube que havia sido selecionada. Fiquei super feliz! A empresa parecia ser muito boa, as pessoas pareciam ser engajadas, eu gostei das atividades que faria e do time que estaria fazendo parte.

Comecei algumas semanas depois. Hoje costumo dizer que tenho sorte, pois encontrei, logo no início da carreira, uma organização que acolhe todas as pessoas. Aqui todos estão dispostos a ajudar, aqui todos estão alinhados a um propósito em comum. Aqui as conquistas dos times são comemoradas por todos.

Na Agriness sou livre para expressar minha opinião sem julgamentos e debater ideias. É um ambiente caloroso, e que, por conta do momento que estamos passando, todos sentem falta dos abraços e das confraternizações animadas. Ainda não participei desses momentos, mas até por meio de uma tela consigo perceber a preocupação que há com as pessoas.

Também há um ambiente desafiador. Aqui tenho uma grande oportunidade de me desenvolver e crescer. Existe compartilhamento de conhecimento, aprendemos na prática. Vamos atrás e buscamos o necessário para fazer acontecer.

Enfim, nem tudo são flores, mas existem muitas rosas nesse caminho!

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.