Nossas pessoas – Rodrigo Schiavini

hoff

Um fato que me marcou muito ocorreu na véspera do meu aniversário, neste ano de 2020. Um turbilhão de emoções afloraram em mim quando resgatei toda essa história que vou compartilhar com vocês.

No dia 18 de abril eu estava revendo minhas fotos de quando mais novo e encontrei uma delas em que eu estava sentado na frente do primeiro computador que a minha família teve. Aquele monitor enorme ficava no quarto de visitas da casa do meu avô paterno e quem mais o utilizava na época era meu tio, irmão mais novo do meu pai e responsável por gerenciar a granja da família. 

Nessa época eu tinha por volta de 9 anos de idade e acompanhava meu tio nos afazeres e controles da granja, auxiliando também na produção. Anos mais tarde, iniciei meus estudos na Escola Agrotécnica Federal de Concórdia e em meados de 2010 fui fazer estágio na Fazenda Garça Branca, cidade de Tapurah/MT. Foi ali que realmente aprendi que o controle que o meu tio fazia na granja era muito importante. A granja tinha muita informação e o gerente sempre cuidava daquele 0,1 leitão na média de vivos ou na mortalidade, porque sabia que chegando no final do ano aquilo impactava muito na produção de uma granja com 5 mil matrizes. Para gerir todo aquele volume de informações ele trabalhava com o sistema Agriness S2. Foi nesse período que comecei a ter amor pela gestão. 

Finalizei meus 3 meses de estágio e voltei para minha cidade natal, Concórdia, no Oeste de SC. Desembarcando do ônibus minha família me aguardava ansiosa e com muita saudade. Em seguida nos deslocamos até nossa casa, no interior do município, e naquele mesmo dia, fui com meu pai ao campo da comunidade para ver um jogo de futebol. Chegando lá o Sr. Laury Pastre me recebeu e perguntou como tinha sido o meu estágio no MT. Ele é um suinocultor muito conhecido na região e gosta de sempre estar informado sobre a atividade. Me lembro que a segunda pergunta que ele fez foi se eu tinha tido a experiência em utilizar o Agriness S2 no estágio. Contei a ele que sim, que tive contato, mas que não havia me aprofundado tanto com o uso do sistema em si. 

Mal sabia eu que essa pergunta seria a largada para o meu primeiro emprego. Na segunda-feira – depois do final de semana cheio de novidades – fui convidado para ir ao escritório da família Pastre e o Sr. Laury me ofereceu a minha primeira oportunidade de emprego: eu seria o responsável por fazer a gestão das granjas da empresa utilizando o sistema Agriness S2. Naquele dia mesmo aceitei o emprego e ali permaneci trabalhando por 8 anos.

Em 2018 resolvi mudar meus caminhos e buscar uma oportunidade na Agriness, empresa que sempre admirei e tive contato em meu trabalho, no uso das suas ferramentas. Foi então em fevereiro de 2019 que iniciei minha jornada no time Agriness, fazendo parte da equipe de Negócios, buscando contribuir sempre da melhor forma possível para nossos grandes profissionais da suinocultura.

Aos 26 anos de idade, completados em abril de 2020, revivi toda essa história que está marcada em mim e que hoje me orgulho em poder compartilhar com todos. Hoje me sinto realizado por tudo o que aprendi ao lado de meus antigos mestres e por tudo o que venho aprendendo dentro da Agriness, empresa que preza pela competência, pela qualidade e pela gestão, nos ensinando a ser melhores a cada dia.

5 Comentários

  1. Que linda história Rodrigo!

    Muito bom estar junto contigo no time Agriness.

    Responder
  2. Parabéns Rodrigo. És grande merecedor. Muita luz e sucesso na sua vida !

    Responder
  3. Parabéns Rodrigo.

    Responder
  4. NOSSA QUE HISTORIA LINDA!!!!!!

    Responder
    • 🥰💙

      Responder

Deixe uma resposta para Vanessa Galvan Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.