Os 4 pontos-chave para a homogeneidade na produção

Monitorar todos os passos de todos os processos de produção pode parecer muito complicado, mesmo para os gestores mais experientes. O método Agriness P+1 mostra que, na suinocultura, existe um fluxo crítico de processos que determinam se o produtor conseguirá entregar o número suficiente de animais ao final de cada período. O monitoramento e a homogeneidade desses processos, ou pontos-chave da produção, têm impacto direto (e positivo!) na obtenção do máximo potencial produtivo e na entrega ideal.


Plantel
Observe o plantel de matrizes ativas. Por exemplo, para que você entregue nesta semana 250 animais de 100 quilos, é preciso que, há aproximadamente 277 dias, 26 fêmeas tenham sido cobertas. Isso significa que naquele momento, para manter a homogeneidade da produção, deveria haver na granja 26 matrizes prontas para serem inseminadas. Qualquer variação nesse número causaria impacto na entrega dos animais.

Cobertura
Um dos pontos-chave mais críticos é a cobertura. Fica claro no exemplo acima que, obrigatoriamente, seria necessário fazer 26 coberturas em determinada semana para atingir a meta de 250 animais entregues 277 dias depois. É importante observar também que cobrir menos de 26 animais é deixar a granja ociosa em relação à capacidade máxima. Ao cobrir mais de 26 matrizes seria gerado um volume de animais superior ao projetado, o que causaria pressão em processos posteriores, como nas salas de maternidade.

Nascidos vivos
A regularidade também precisa buscada no número de nascidos vivos por parto. Vários manejos são possíveis para auxiliar as porcas nesse processo, tais como técnicas aplicadas à nutrição, ambiência e atendimento ao parto, adequadas para melhorar o desempenho das matrizes. Tudo para levá-las a produzir o máximo do que a sua genética permite e de maneira contínua, sem variações bruscas.

Desmamados
O último ponto-chave da produção é a regularidade dos desmamados e o ponto crítico é controlar os desperdícios gerados pela mortalidade.  Desmames bem organizados geram lotes mais uniformes na creche e, consequentemente, na terminação.

Não se engane: se a granja foi projetada para trabalhar com um determinado plantel reprodutivo, a fim de cumprir um alvo semanal de cobertura com um certo potencial de desmamados por fêmea ao ano, deve-se seguir à risca a “lei da homogeneidade” para chegar lá. Homogeneidade é o fiel da balança em termos de produção.

 


Conteúdos Relacionados

Quantos leitões a sua granja consegue produzir?

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.